A Chefe da Missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) para São Tomé e Príncipe, Xiangming Li, assegurou ontem à Imprensa no final de um “encontro-balanço” com o Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Patrice Trovoada, que as actividades económicas no País mantêm-se “robustas” e que se prevê um crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) na ordem dos 4% em 2017 e gradualmente para 6% a médio prazo.

O FMI considerou o Ano Económico 2016 difícil para São Tomé e Príncipe e recomendou maior controlo das despesas fiscais.

A economia de São Tomé e Príncipe continua a ter um bom desempenho, não obstante alguns desafios.

O Conselho de Administração do Fundo Monetário Internacional (FMI) concluíu hoje a primeira avaliação do desempenho de São Tomé e Príncipe no âmbito do programa económico apoiado pela Facilidade de Crédito Alargado (ECF).

A  Directora do Departamento Africano do FMI aguardada em S.Tomé e Príncipe  no dia 07 de Fevereiro corrente para uma visita de cortesia.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) vai prestar apoio técnico ao Governo Santomense para implementar o Programa de Facilidade Alargada de Padrão de Crédito.

O programa concebido para três anos, visa a redução da dívida e o apoio ao crescimento económico, em termos de infra-estruturas e concepção do crédito.

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Outubro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Filtrar por temas