Missão da Comissão da União Africana em São Tomé para discutir com as autoridades a inserção da agenda 2063 na transformação do país‏. Fonte: brasilsoberanoelivre.blogspot.com

Missão da Comissão da União Africana em São Tomé para discutir com as autoridades a inserção da agenda 2063 na transformação do país‏.

Escrito por  RNSTP Jan. 14, 2016

Uma delegação da Comissão da União Africana, chefiada por Sethunyiwe Oitsile (do Botswana), chegou esta quarta-feira, 13,  ao nosso País para abordar com as autoridades nacionais, a inserção da “Agenda 2063” na Agenda de Transformação de São Tomé e Príncipe.

 

A missão técnica da Comissão da União Africana, encontrou-se, na tarde desta quarta-feira, com o Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Patrice Emery Trovoada, com o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Manuel Salvador dos Ramos, e com o Secretário-Geral da Assembleia Nacional, Domingos Boa Morte.

Convém ressaltar que a “Agenda 2063” constitui um quadro programático comum para o crescimento inclusivo e desenvolvimento sustentável da Africa.

Por outro lado, está em curso a avaliação dos planos nacionais, das infraestruturas regionais e continentais com vista a facilitar a integração das prioridades nacionais, regionais e continentais na Agenda 2063.

Em termos conclusivos, e acordo com o relatório de étapa, os africanos aspiram a viver num continente próspero, onde é notório o crescimento inclusivo e o desenvolvimento sustentável.

Aspiram também viver num continente onde o crescimento económico se traduza de modo justo em riquezas e na criação de empregos, guiado pelo desenvolvimento de práticas e políticas duradouras.

Entretanto, esta tarde à saída do encontro com o Ministro de Negócios Estrangeiros e Comunidades, Salvador dos Ramos, Sethunyiwe Oitsile, afirmou que a sua equipa veio constatar “in loco” com as autoridades nacionais os problemas existentes com a implementação da “Agenda 2063”.
Relativamente à integração de África, a aspiração comum é a de seja uma região politicamente unida e que reflicta os ideais do pan-africanismo e onde a União Africana possa ter uma posição unânime e  represente os cidadãos africanos.

As partes envolvidas identificaram um certo número de factores/elementos essenciais para a transformação de África, nomeadamente, uma liderança política forte que se comprometa totalmente a favor do desenvolvimento, do Estado de Direito, da Justiça e da Democracia.

No entanto, as consultas alertaram para riscos e ameaças importantes à emergência de um continente integrado e unido tais como as desigualdades sociais e económicas, a gestão das diversidades, o terrorismo e o crime organizado, o extremismo religioso, os conflitos étnicos, a corrupção e o nepotismo como também a degradação do ambiente.

É neste contexto que a Missão de Assistência Técnica da Comissão da União Africana, foi também recebida pelo Chefe do Executivo Sãotomense, Patrice Emery Trovoada, com quem definiu as linhas do horizonte e os benefícios que a “Agenda 2063” poderá trazer para São Tomé e Príncipe.

De acordo com o relatório, um projecto de estratégia de comunicação foi já preparado para fazer da concepção e da implementação da “Agenda 2063” um exercício eficiente.

 

A estratégia incide ainda sobre uma sensibilização do público e a presença da imprensa em vários eventos no quadro do processo de conceitualização da agenda principal.

Modificado em quinta, 14 janeiro 2016 15:01

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Junho 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Filtrar por temas