Prevalência do "Rotavírus" é elevada em STP indica o resultado de um estudo científico‏. Fonte da foto: globalbiodefense.com

Prevalência do "Rotavírus" é elevada em STP indica o resultado de um estudo científico‏.

Escrito por  RNSTP Mar. 18, 2016

A prevalência do “ Rotavírus em São Tomé e Príncipe” é bastante elevada. A sua taxa é de 36%, apontou o resultado do “Projecto Epidemiologia da infecção por rotavírus” realizado no País entre 2011-2012.

 

Os rotavírus são os principais agentes etiológicos causadores da diarreia aguda em crianças dos Zero até os cinco anos de idade.

Os trabalhos de investigação foram desenvolvidos por investigadores do Instituto de Higiene e Medicina Tropical de Portugal, em que o seu subdirector Henrique Silveira, apontou os objectivos.

A investigadora do projecto, Claudia Istrate, revelou os resultados da investigação e apontou a vacinação como a melhor forma de prevenção do vírus.

Edgar Neves, em nome do Instituto Marquês de Valle-Flôr, assegurou a aposta do Instituto na assistência médica e medicamentosa e na investigação que podem contribuir para o fortalecimento do Serviço Nacional de Saúde.

A base desse estudo, são as “situações dramáticas que se vive todos os anos nos postos e centros de saúde por causa da diarreia e dos vómitos” apontou, Amadeu Maia, representante do Ministério da Saúde.

Estudo realizado sobre a prevalência do rotavírus em São Tomé, a registar uma taxa de 36%, no período de 2011-2012.

 

Como forma de prevenir o mesmo o Ministério de Saúde vai introduzir a partir do mês de Abril a vacina “ rotatec”. 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Junho 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Filtrar por temas