rnstp rnstp rnstp

PM explica em conferencia de imprensa o corte unilateral das relações diplomáticas com Taiwan

Escrito por  rnstp Dez. 21, 2016

 O Governo Sãotomense cortou, formal e unilateralmente, esta terça-feira, dia 20, as relações político-diplomáticas e de amizade existentes há cerca de 20 anos com a República da China-Taiwan.

 

 A decisão saíu em comunicado emitido pelo Governo e distribuído aos órgãos de imprensa, após uma reunião extraordinária do Venerando Conselho de Ministros “para a analisar a actual situação internacional, os factores que vêm condicionando a sua evolução e o posicionamento de São Tomé e Príncipe, enquanto pequeno Estado insular, subdesenvolvido e padecendo dramaticamente de escassez de recursos, num contexto de globalização que atinge todos os sectores da vida em sociedade”.

 O Conselho de Ministros, reflecte ainda o comunicado “constatou, uma vez mais, que apesar de ser um actor negligenciável de segundo plano, sem capacidade de interferir e muito menos de influenciar os centros de decisão ao nível global, São Tomé e Príncipe vem assumindo um posicionamento internacional cada vez mais credível, no respeito pelos princípios do Direito Internacional e na defesa dos valores da democracia, dos direitos humanos, da liberdade, da diferença e da resolução pacífica de conflitos entre os povos e países”.

O comunicado do Venerando Conselho de Ministros vai mais longe ao justificar que “assim, à luz da conjuntura internacional actual e da sua perspectiva de evolução, tendo em conta a Agenda de Transformação do País, os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas 2030 e da Agenda da união Africana 2063, considerando as tensões prevalecentes no plano internacional, a multipolarização dos centros de decisão bem como a defesa cada vez mais aguerrida dos interesses nacionalistas por parte dos principais actores da cena internacional em detrimento do multilateralismo, opção de longe, mais favorável à expansão dos pequenos Estados; considerando ainda a evolução da conjuntura interna, política e económica, assaz tributária da conjuntura internacional atrás referida, impõe a defesa dos interesses genuínos de São Tomé e Príncipe e do seu povo, não abdicando dos valores cardinais da sua política externa, e reforçando a sua adesão ao princípio de não ingerência nos assuntos internos de outros Estados” –lê-se no comunicado do Conselho de Ministros, acrescentando que “o Governo decidiu que seja operada uma inflexão na sua política externa, reconhecendo a partir desta data o princípio da existência de uma só China representada no Direito Internacional pela República Popular da China. Por conseguinte, o Governo da república democrática de São Tomé e Príncipe, após consulta com o Chefe de Estado, decidiu nesta data cortar formalmente as relações diplomáticas estabelecidas com Taiwan.

 

Modificado em quinta, 22 dezembro 2016 16:18

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Dezembro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Filtrar por temas