Patrice Trovoada, no momento da chegada. Patrice Trovoada, no momento da chegada.

PM em Kigali para aprimorar conhecimentos sobre as TIC e reforçar a cooperação com Ruanda.

Escrito por  rnstp maio 10, 2017

O Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Patrice Emery Trovoada está desde terça-feira, em Kigali, capital do Ruanda, para participar na Cimeira sobre a “Smart-África”, uma Aliança dos países africanos que privilegia as novas tecnologias de informação e comunicação (TIC) visando acelerar o desenvolvimento do continente africano.

 

“…Temos a questão da segurança pública, a questão da circulação de pessoas e bens. Uma das grandes ambições é acabar com o rooming entre os países africanos” destacou, justificando a intensificação da cooperação com o Ruanda que “Nós somos um País extremamente dependente do exterior e somos um País e esse Governo tem trabalhado no sentido de melhorar o nosso posicionamento no ranking internacional. Isso só acontece com os nossos esforços, mas também aprendendo com a experiência dos outros. Calha que Ruanda é um dos países que está na linha da frente em termos de boa governação. São Tomé e Príncipe, no ano passado, nós chegamos ao 11º lugar. 

Pretendemos entrar também no Plutão de líderes em matéria de boa governação e Ruanda é um país que nós pretendemos intensificar a cooperação nesse sentido. Nós temos também com Ruanda e com a FAO cooperação no domínio agrícola. É um país de montanhas e com um solo de origem vulcânica. É um país produtor de café e já recebemos também algum gado do Ruanda e por isso, penso que na busca de parceria, Ruanda é um país membro da CEEAC, África Central, e por conseguinte é um país que tem correspondido como outros essa vontade de cooperação da parte do Governo Sãotomense”.     

Em Kigali, o Chefe do Executivo sãotomense pretende ainda reunir-se com o presidente ruandês Paul Kagame para dicsutir aspectos ligados à cooperação entre os dois países.

Em entrevista dada esta terça-feira aos órgãos da comunicação social à propósito da sua deslocação, o governante também se pronunciou sobre a visita do Presidente da República, Evaristo Carvalho, à Portugal, o que vai na sua perspectiva aproximar ainda mais os dois países e reactivar o Programa Estratégico de Cooperação (PEC).

“Essa visita oficial é de grande importância porque vai permitir o nosso presidente estar com o presidente português não deixarão de falarem sobre o incremento da cooperação. É verdade que o PEC foi assinado mas os projectos do PEC ainda estão por assinar. Mas quero afirmar que isto é normal quando as duas partes pretendem maximizar a utilização dessas verbas. Como sabem estamos num período difícil e Portugal também está e temos que discutir detalhadamente que esta ajuda que vem dos esforço dos portugueses seja empregue da melhor maneira possível e com melhores resultados para os sãotomenses. Por isso o Presidente Evaristo Carvalho irá reforçar e usar a sua influência para que haja cada vez mais compreensão entre Portugal e São Tomé e Príncipe. E enfim, estou convencido que essa visita será uma maneira de impulsionar ainda mais e dinamizar a realização prática do PEC”.

Mostrou-se também atento aos resultados das eleições presidenciais em França, país com o qual São Tomé e Príncipe coopera e que deram vitória a Emmanuel Macron.

“Acho que esta eleição é uma eleição atípica. Nós temos um presidente-eleito mas que ainda há dois, três anos era desconhecido. Um presidente que não tem um partido político para apoiá-lo e temos uma extrema direita que foi derrotada. Por isso, penso que em geral, é positivo porque temos um presidente da República Francesa pró-Europa, pró-Euro”—assegurou Patrice Trovoada, apontando o facto de “a nossa moeda está ligada ao Euro, é um factor de estabilidade, de inovação porque se trata de um político que até agora não era um político profissional, uma factor também de juventude. É o presidente, o mais novo da 5ª República Francesa e só podemos desejar o melhor aos franceses e vermos se de facto com este novo presidente podemos ter mais aproximação à nível dfa cooperação”.

Patrice Trovoada congratulou-se com a publicação da grelha de salários que auferem os diversos servidores do aparelho da Administração Central do Estado o que espelha que há injustiças salariais na República.

“Não há polémica. Há debate e é bom que haja debate. Essa decisão, penso que é motivada pela necessidade de nós sãotomenses, olharmos para o nosso País com bastante realismo. Costumo dizer que o nosso País, foi, digamos organizaram a desorganização do País. E é um País em existe muita injustiça e muitas dificuldades. Agora, toda a gente tem que tomar consciência real do País real”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Agosto 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Filtrar por temas