rnstp rnstp rnstp

ADI diz que país está calmo e que o partido está tranquilo com tudo

Escrito por  rnstp Jan. 16, 2018

O partido Acção Democrática Independente (ADI) lamentou, esta tarde, mais uma vez o comportamento dos deputados da oposição nas últimas sessões do Parlamento e diz que o seu partido não fez nada ilegal e está tranquilo.

 

Em conferência de imprensa, o Secretário-geral do ADI, Levy Nazaré, lamentou o ocorrido e realçou que a oposição sendo a minoria não pode impedir que a maioria trabalhe.

Apesar de todas as confusões, Levy Nazaré diz que o país está calmo e com as instituições a funcionarem normalmente. “Se o país estivesse de facto a ferro e fogo e ao rubro como alguma comunicação social tenta transmitir para fora, o Ministro dos Negócios da China não estaria em São Tomé. A Democracia está a funcionar plenamente.”

Quanto a causa de toda a confusão, que é a criação do Tribunal Constitucional autónomo, o Secretário-geral de ADI recorda que o seu partido sempre esteve aberto ao diálogo com a oposição.

“Já havia dito que nós tivemos uma demarcha junto ao partido MLSTP para pedir consenso na criação da lista dos nomes para o Tribunal Constitucional e com uma antecedência razoável, mais do que quinze dias, e nós não obtivemos nenhuma resposta” aponta Levy Nazaré que diz que a oposição nuca quis consenso, e só queria “boicotar” a constituição do Tribunal Constitucional. “Tanto que é só ontem (segunda-feira), na Assembleia, depois da conferência dos líderes, quando o Presidente suspendeu os trabalhos, é que o líder (Jorge Amado) pediu um prazo para se criar lista em consenso, quando nós já estávamos quase a votar para a constituição desta mesma lista”, revela Levy.

Segundo Levy Nazaré, o ADI não está a fazer nada ilegal. E recorda os acontecidos de 2012, quando ADI era oposição e fez “uma força contra, na altura tudo que de ilegal e inconstitucional faziam”, mas

deram ouvido e deram continuidade dos trabalhos, porque tinham maioria, e aprovaram as leis que queriam, incluindo as alterações os estatutos e criação de sanções aos deputados. Sanções estás que, estão, hoje, a serem aplicadas aos deputados da oposição (do MLSTP, do PCD e do UDD), por desordem criados no Plenário.

Nesta conferência de imprensa, o Secretário-geral do ADI disse que o seu partido está tranquilo e disposto a esclarecer à comunidade internacional sobre todo o processo.

“A oposição e pede a intervenção da comunidade internacional, que há ditadura no país, que há isto e aquilo, o ADI está tranquilo, sereno e está disponível para esclarecer aquilo que tiver que ser esclarecido com a comunidade internacional, com a CPLP, União Africana, União Europeia, Nações Unida, enfim. Nós estamos tranquilos. Em São Tomé e Príncipe existe representações diplomáticas e de organismos internacional acreditados no país que estão a acompanhar tudo e estão atentos a tudo. Não estamos num regime fechado”, avança o Secretário-geral do ADI.

Levy Nazaré aproveitou também, na conferência de imprensa, para agradecer ao povo, apoiantes e dirigentes do ADI pelos apoios dados aos deputados na segunda-feira, e agradeceu também a Polícia Nacional por ter conseguido manter a ordem.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Outubro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Filtrar por temas