rnstp rnstp rnstp

PR pede papel mais interventivo das FASTP no desenvolvimento do país

Escrito por  rnstp Set. 08, 2018

O Presidente da República que é o Comandante Supremo das Forças Armadas afirmou esta quinta-feira que as Forças Armadas devem ser mais interventivos na defesa da zona económica exclusiva santomense e no desenvolvimento do país.

 

Evaristo Carvalho que discursava na cerimónia de juramento de bandeira de novos militares que aconteceu na quinta-feira, 6 de Setembro, Dia das Forças Armadas Santomense, realçou a importância e o valor da posição geoestratégica do arquipélago santomense para destacar a importância da sua defesa:

“O nosso país encontra-se numa região geoestratégica e numa extensa zona económica exclusiva rica em recursos deveras cobiçados. Dai que a Guarda Costeira deverá estar a altura de garantir a defesa e protecção de tais riqueza”.

Reconhecendo que este desafio imposto à Guarda Costeira querer investimentos, o Chefe de Estado deixou claro a necessidade de se apostar mais em meios técnicos e humanos.

Segundo Evaristo Carvalho, “os investimentos já realizados neste ramo devem ser constantes com firme aposta na mobilização de recursos técnicos e humanos indispensáveis, uma vez que o paradigma da segurança mundial deve ser igual ou semelhante para as nossas forças armadas que devem assumir o papel mais interventivo no desenvolvimento do país”.

Enquanto Comandante Supremo das Forças Armadas, o Presidente da República manifestou total disponibilidade em ajudar as forças armadas em tudo que lhe for possível.

Na cerimónia do 43º aniversário das FASTP que decorreu no campo de futebol de Quartel do Morro, 372 mancebos, incluindo 9 raparigas, cumpriram a cerimónia oficial de juramento de bandeira prometendo defender a pátria.

O Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Brigadeiro Horácio de Sousa, dirigindo aos presentes, apontou as forças armadas como um pilar fundamental da democracia e solicitou o apoio do governo para a “configuração de uma força armada mais moderna”. Segundo o brigadeiro, São Tomé e Príncipe precisa de uma força armada “mais ágil e capaz de responder os desafios da actualidade”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Filtrar por temas